22.07.07
Eh marine!



Boas marinadelas,
NvH - Tapinha não dói, n'é?
disfunção original de Rodolfo Dias às 23:38
 O que é?

19.07.07
Hoje, dei mais um passo em relação a uma curta esperança de vida.
"-E que foi isso, meu palerma?"
Fui a uma aula de código.
...isto, assim dito, não tem nada de especial, mas se reformularmos, talvez a coisa saia melhor.

Fui a uma aula do Código da Estrada.
Pronto, já está melhor.
Mas não se preocupem, não estou a tirar a carta. Pelo menos enquanto não passarem as duas semanas que demora o meu atestado médico a ficar pronto... de qualquer maneira, hoje lá estive, a ouvir o que se pode dizer numa aula sobre marcas rodoviárias.
É óbvio que não me vou meter aqui a desbobinar o que a mulher esteve a dizer durante uma hora, que não estou aqui para dar lições a ninguém; mas, enquanto ela andava a falar, pus a mim mesmo umas questões a que não consegui responder: porque raio é preciso saber os nomes completos e oficiais de cada um dos elementos da via? Por exemplo: porque preciso eu de saber que as "zebras" se denominam oficialmente de "raias oblíquas"? E que o duplo traço contínuo, afinal, se chama "dupla linha contínua adjacente"? Será que, se um dia me der para a parvoíce, como a tanta gente por esse mundo fora, e desatar a andar por cima dos ditos, se me aparecer a polícia e eu lhes disser que andei por cima de "duplas linhas contínuas adjacentes" eles não me irão multar?
E... para que quero eu saber quais são as velocidades máximas a que pode andar uma trotinete, ou um triciclo, ou um camião? Eu quero andar num carrito pequeno, caneco! Num ligeiro! É para isso que eu quero a carta, não é para ser motorista da Rodoviária! Ou é para ajudar os agentes da autoridade: "-Shor polícia, shor polícia, aquele camião vai em excesso de velocidade!" ? É que, sem ser para isso... e desde já aviso que não sou chibo!
E outra coisa que me apoquenta em relação ao Código, se bem que isto é um bocado mais difuso: qual é, verdadeiramente, a utilidade de se saber quais são as contra-ordenações leves, graves e muito graves? Para simplificar a vida dos mesmos guardas, quando nos mandam encostar após termos metido uma argolada?
"-Bom, shor guarda, foram duas contra-ordenações graves e... uma leve, acho eu. Pode anotar."
Seja lá pelo que for, eu acho que, no final de contas, pode-se dar os casos da coisa resvalar para o ridículo, e, após a malta se enfrascar, decide cometer logo uma contra-ordenação grave1 - enfiar-se no carro e ir conduzir - e depois dizer, alto e bom som: "-Hoje vou cometer todas as contra-ordenações graves que existem!".
Um bocadito parvo, não é? Pois, também me pareceu. Mas digam lá que não é possível isto acontecer, com a malta que já se atolou bem?

Boas contra-ordenações,
NvH²³ - Tinha-me esquecido da notação...




1- Sim, eu sei que, dependendo da quantidade de álcool no sangue, pode ser grave, muito grave, ou mesmo crime... mas isto era só um exemplo, camandro!
disfunção original de Rodolfo Dias às 03:10
 O que é?

17.07.07
... mesmo sabendo que foram só em Lisboa, mesmo sabendo que já foram há dois dias, e mesmo sabendo que, por mim, até podia ter sido eleita a abstenção como presidente da CML, deixo aqui uma musiquita que foi logo a primeira coisa que se me veio à lembrança quando pensei em "eleições":

"Estimado ouvinte, já que agora estou consigo
Peço apenas dois minutos de atenção
É p'ra contar a história de um amigo
Casimiro Baltazar da Conceição

O Casimiro, talvez você não conheça
A aldeia donde ele vinha nem vem no mapa
Mas lá no burgo, por incrível que pareça
Era, mais famoso que no Vaticano o Papa

O Casimiro era assim como um vidente
Tinha um olho mesmo no meio da testa
Isto pra lá dos outros dois é evidente
Por isso façamos que ia dormir a sesta

Ficava de olho aberto
Via as coisas de perto
Que é uma maneira de melhor pensar
Via o que estava mal
E como é natural
Tentava sempre não se deixar enganar
(E dizia ele com os seus botões:)

-Cuidado, Casimiro
Cuidado, Casimiro
Cuidado com as imitações
Cuidado, minha gente
Cuidado, minha gente
Cuidado justamente com as imitações

Lá na aldeia havia um homem que mandava
Toda a gente, um por um, por-se na bicha
E votar nele e se votassem lá lhes dava
Um bacalhau, um pão-de-ló, uma salsicha

E prometeu que construía um hospital
Uma escola e prédios de habitação
E uma capela maior que uma catedral
Pelo menos a julgar pela descrição

Mas... O Casimiro que era fino do ouvido
Tinha as orelhas equipadas com radar
Ouvia o tipo muito sério e comedido
Mas lá por dentro com o rabinho a dar a dar

E... punha o ouvido atento
Via as coisas por dentro
Que é uma maneira de melhor pensar
Via o que estava mal
E como é natural
Tentava sempre não se deixar enganar
(E dizia ele com os seus botões:)

-Cuidado, Casimiro
Cuidado, Casimiro
Cuidado com as imitações
Cuidado, minha gente
Cuidado, minha gente
Cuidado justamente com as imitações

Ora o tal tipo que morava lá na aldeia
Estava doido, já se vê, com o Casimiro
De cada vez que sorria à plateia
Lá se lhe viam os dentes de vampiro

De forma que p'ra comprar o Casimiro
Em vez do insulto, do boicote, da ameaça
Disse-lhe: "Sabe que no fundo o admiro
Vou erguer-lhe uma estátua aqui na praça"

Mas... O Casimiro que era tudo menos burro
E tinha um nariz que parecia um elefante
Sentiu logo que aquilo cheirava a esturro
Ser honesto não é só ser bem falante

A moral deste conto
Vou resumi-la e pronto
Cada qual faz o que melhor pensar
Não é preciso ser
Casimiro pra ter
Sempre cuidado pra não se deixar levar

-Cuidado, Casimiro
Cuidado, Casimiro
Cuidado com as imitações
Cuidado, minha gente
Cuidado, minha gente
Cuidado justamente com as imitações"

Sérgio Godinho - Cuidado com as imitações


Boas imitações,
NvH - Próxima missão: tornar-me um assassino encartado.
disfunção original de Rodolfo Dias às 02:39
 O que é?

13.07.07
Depois de uma semana, finalmente me decidi a fazer o rescaldo do meu aniversário...não é que interesse muito, mas por efeitos de coerência, eu faço-o, na mesma.
Bom, foi um dia algo incaracterístico, passado em cima do sofá, a não fazer nada, a experimentar o novo leitor de DVD (uma das duas prendas que me calharam na rifa - a outra foi uma caricatura, melhor feita que aquela que eu cá espetei a martelo no último post, que nem é uma caricatura na verdadeira acepção da palavra...) e a ver uns filmes... porque a festa tinha sido no dia anterior. Ou melhor, na noite anterior. Tendo em conta que uma das pessoas do meu gang cumpria a mesma efeméride que eu no dia anterior, acabámos por juntar a festarola, com o jantar da praxe, e com a saída à discoteca(que também, e muitas das vezes, é praxe).
Bom, fomos parar ao Kaxaça, que foi "vítima" recente dumas obras de remodelação, e está com um look mais jeitoso. E que dantes até era afamado por ter bom ambiente e não ser muito careiro para a malta que mija de pé. E, bom... pelo menos, na parte do ambiente, conseguiram manter-se fiéis à tradição.
Não quero soar muito somítico, mas... 12€ para entrar na discoteca pareceu-me algo puxado, tendo em conta que: a) antes das obras normalmente só tinha de perder o amor a 8€; b) o preço para as meninas mantinha-se inalterável; e c) o "12€" do cartão aparecia, a preto, impresso sob um "10€" estampado a laranja, aliás, a cor de todas as santas letras do dito...
As ilações que eu tiro daqui? Que nós, aqueles seres com voz grossa e que mijam de pé, é que andamos a pagar as remodelações do Kaxaça. Especialmente malta como eu, cuja capacidade de gerar dinheiro está, de momento, algo avariada... também podia tirar a ilação de que, em estabelecimentos deste tipo, o que rende é ir buscar uma saia e um top a casa e metermo-nos dentro deles, mas acho que isso já é bastante óbvio.
Por isso, no domingo, fiquei a curtir a preguiça.
E na segunda devorei as três primeiras temporadas do "'Allo 'Allo!".
*assobia*

Boas curtições,
NvH²³ 1 - Se o colesterol não rebentar com o meu fígado, rebento-o eu!




PS: Força Mafalda.

1 - esta notação apenas serve para eu me conseguir lembrar que já tenho 23 anos. A sério. É que a evolução do meu aspecto físico parou aos 16, e a mental nos 12, ou 22 (dependendo da personalidade que estiver activa, no momento).
disfunção original de Rodolfo Dias às 02:14
 O que é?

07.07.07
Finalmente, para todos os que questionavam como seria o meu aspecto físico, aqui fica o meu auto-retrato, na medida do possível...

... pronto, pronto; eu seria assim se vivesse em Springfield, OK? Mas está aproximado! Não me venham com coisas!

Bons retratos,
NvH - n'Uma Aventura com umas migas...
disfunção original de Rodolfo Dias às 19:54
 O que é?

06.07.07
Jovem!
(quem... eu?)
Sim, tu!
Moras na Margem Sul?
Trabalhas na Margem Norte?
Então este post é para ti!
Mais uma boa desculpa para se usar, desta vez para se faltar ao trabalho.
Com esta história toda do deserto, e não sei que mais, e aproveitando que (finalmente!) apareceram uns diazitos de calor, pode-se dar asas à imaginação e pensar os bons usos que se pode dar ao facto de vivermos no deserto.
E... eis aqui um!
Se, como acima mencionado, precisarem de atravessar a(s) ponte(s) todos os dias no sentido sul-norte, porque não dizerem que estão, enfim... encalhados?

Tirem um dia de folga! Peguem na família, metam-nos no carro, vão para a praia, ou para o campo, ou para onde quer que vos apeteça (excepto para o trabalho), e, quando aparecer o telefonema do patrão a perguntar onde raio estão vocês, digam-lhe a frase cirúrgica "o meu carro ficou atolado numa duna". É limpinho!
Serviço público, para variar, neste meu web-log!

Boas escapadinhas,
NvH - Internet à borla num telemóvel? Venha ela!!
disfunção original de Rodolfo Dias às 21:16
 O que é?

05.07.07
Devido aos incessantes pedidos para que eu divulgasse, afinal de contas, o que raio desejava eu receber no dia do meu aniversário, que está quase aí, aqui deixo eu a lista, na esperança de que na próxima semana esteja à minha porta uma caixa com uma surpresa lá dentro (e que não seja uma bomba, de preferência!), qual Kinder Surpresa:


  • um PC novo, já preparadinho para o StarCraft2;

  • um leitor de DVD's;

  • as seasons completas de: "'Allo 'Allo!", "A Bit of Fry and Laurie", "Blackadder" - as quatro séries -, "CSI:Las Vegas", "House", "Highlander", "Jeeves & Wooster", "Monty Python's Flying Circus", "Stargate SG-1" e "The Persuaders!", e até ver, são estas;

  • Nokia 6110 Navigator - não é porque precise realmente dum telemóvel, mas... preciso de ter uma nova gadget com que brincar;

  • umas férias num sítio qualquer bem calmo, bem longe, a dois (ou mais, ou mais!);

  • uma lingerie atraente... se possível, com a minha menina lá dentro; se não der para isso, também pode ser;

  • uma camisola do Benfas (não, não é a rosinha, a outra). E, já que falamos de camisolas, se me aparecessem à porta as de 88/89 e/ou 90/91, fariam de mim uma pessoa muito contente;

  • um leitor de MP3, ou então um iPod... dá sempre jeito não estar sempre a carregar a bateria do meu telemóvel;

  • um despertador com a voz de Jeeves, a inesquecível personagem de Stephen Fry na série (duma daquelas que já disse que queria um DVDzito...) "Jeeves & Wooster".


Portanto, pouca coisa... não?
Hmm... será que estou a pedir muito, ou faria melhor em confiar no Papá Noel?

Boas prendas,
NvH - 101 posts em 3 anos? Alguém tem andado a dormir, não?
disfunção original de Rodolfo Dias às 15:57
 O que é?

02.07.07
O prometido é de vidro, por isso, finalmente, a justificação para os 2€ na conta (provavelmente isto não interessa nem ao Menino Jesus, mas aqui quem manda sou eu)!
No outro dia, quando ia a sair de casa, tinha isto a sair de dentro da minha caixa de correio:

E que estava dentro desta embalagem tão pouco apelativa, perguntam vocês? Pois bem... embrulhado à volta daqueles sacos cheios de bolhinhas que a malta adora rebentar (e eu também...), estava este item:

Pois é... eu dei-me ao trabalho de arranjar o jornal "A Bola" de 29 de Abril de 1991, o jornal do dia a seguir a essa retumbante e histórica vitória do Benfica no antigo Estádio das Antas, com os dois golos desse senhor chamado César Brito, que entrou a dez minutos do fim e resolveu o jogo em quatro minutos...
... mas não é o único motivo pelo qual eu adquiri este item (se bem que até foi o que me chamou a atenção, na altura). Nada como ver o que se passava nesses tempos idos de 1991, em que cá o rapaz andava por cima das mesas na escola primária, e ver que:


  • o meu querido Vitória de Setúbal, composto por jogadores como Jaime Pacheco (o careca mais troglodita da I Divisão), Diamantino (o coveiro-menor - o coveiro-mor será sempre o Luís Campos) e Yekini (que ainda jogou no Mundial de 98!), e onde aparecia já no banco um certo Hélio, apesar de até ter ganho por 3-0 nesse fim-de-semana, ia já a caminho da II Divisão de Honra;

  • o meu Portimonense, acabado de cair na mesma II Divisão de Honra, começava a dar passos atrás no que respeita a uma possível subida (e até hoje, nunca mais ninguém os viu... será este ano, Srs. Luís Martins e Fernando Rocha?);

  • o Sporting, com honras de última página, voltava a dar mais uma alegria a benfiquistas e portistas (se bem que estes nem tivessem muito que festejar...) ao verem a sua filial algarvia mais famosa, o Farense, vir a Alvalade buscar os dois pontinhos em disputa, e que viriam a dar um belo jeitão para não descerem de divisão, num campeonato em que do 5º lugar ao 18º distavam apenas 4 pontos...


Mas enfim, tudo isto é muito bonito, mas... quanto custou esta aventura toda? Pois... 6,95€. 16 páginas que em 1991 custavam apenas e só 70$00, agora custaram *vai buscar a máquina de calcular* 1393$35. Chamem-lhe inflacção, chamem-lhe... leilão, mas eu confesso que valeu (e muito!) a pena ter arranjado estas páginas já algo amarelecidas. Pelo menos para mim.
Já agora... quanto acham que valerá, daqui por alguns aninhos, isto?

*sorri maliciosamente*

Boas aquisições,
NvH - O Gabriel Alves não faria melhor que eu!

(sim, isto hoje foi muito futebolístico, já sei... eu até uma vez, nos tempos em que me mantinha fiel ao Blogspot, experimentei a fazer um web-log desportivo, que passei então para o Sapo... e que acabei por apagar por manifesto aumento de preguiça. Por isso, isto foi apenas um cheirinho dos velhos tempos. Ai ai... recordar é viver, já alguém dizia)
disfunção original de Rodolfo Dias às 17:16
 O que é?

Twitter button
Este web-log não adopta a real ponta de um chavelho. Basicamente, aqui não se lê nada de jeito. É circular, c...!
Twitter
enviar spam
Julho 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
14

15
16
18
20
21

23
24
25
26
27
28

29
30
31


vasculhar
 
Disfunções mais velhas que a sé de Braga
2017:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2016:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2015:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2014:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2013:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2012:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2009:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2008:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2007:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2006:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2005:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


Networked Blogs
origem
subscrever feeds
blogs SAPO