31.05.07
Bom, mais uma bordoada nos padres! Parece que não tenho nada que fazer... mas as notícias que me chegam às mãos são boas, por isso...
Bom, a história, fazendo um apanhado geral para a malta que não percebe inglês (e mesmo para servir de introdução...), é mais ou menos esta: numa capela (ou algo do género) nos Estados Unidos, um raio caiu sobre uma estátua de Jesus e rebentou-lhe com um braço e uma mão, para além de lhe ter danificado um pé. E logo as irmãs que cuidam do sítio trataram de dizer para não se olhar para o caso como um simbolismo religioso.
Bom, eu poderia meter-me aqui a dizer, à boca cheia, que as irmãs estão enganadas e que isto foi um sinal inequívoco de Deus para deixarem, de uma vez por todas, o culto das imagens e passarem a adorar apenas e só à Santíssima Trindade... mas eu não creio que tenha sido que realmente se passou. Eu quase que imagino um diálogo nestes moldes:

Jesus Cristo: Pai, eu não gosto duma estátua que me fizeram lá em baixo!
Deus: Então porquê?
Jesus Cristo: Fizeram-me mais baixo e com mais barriga... não podes fazer nada para remediar isso?
Deus: E que queres que faça? Que mande mais uma praga de gafanhotos para os Americanos, ou para quem fez a estátua?
Jesus Cristo: Não! Se calhar apenas um raio deve bastar.1

Ou algo do género.
A não ser... a não ser que, realmente, os pagãos tenham razão e existam mais divindades por esses panteões fora. E sendo assim, eu vejo nesteatentado uma tentativa de Zeus para mostrar que ainda está vivo, destruindo um monumento dedicado a um "concorrente"...
... Ou então foi, apenas e só, um problema de má construção. Ainda não se ouviu falar  do Cristo Redentor ou do Cristo Rei terem perdido um bracito, ou uma mão...

Bons diálogos,
NvH - Nunca tomem comprimidos para os gases! A não ser que o objectivo seja ter... mais gases.






1- Quando eu passar na rua, a sério, não me mandem fruta estragada ou ovos podres. Se forem coisas em bom estado, pode ser. A minha dieta não me permite levar com hortaliças passadas do prazo, que isso faz engordar muito. OK?
disfunção original de Rodolfo Dias às 16:43
 O que é?

30.05.07
A CP, não sei se repararam, andou a fazer uma limpeza aos horários lançados no passado dia 22 de Abril.
Free Image Hosting at www.ImageShack.us
Ei-los aqui já a secar, depois de terem sido limpos e lavados.

Boas limpezas,
NvH - Já cá faltava um post parvo, hein?
disfunção original de Rodolfo Dias às 23:56
 O que é?

29.05.07
Uma das coisas que me apoquentou, ontem, enquanto circulava em direcção a esse grande "centro estudantil" que é a EST (ou, como o meu ex-regente de curso lhe chama, o Manteigadas Institute of Technology - coitadinho, já anda a antidepressivos e tudo), é que, nos Dez Mandamentos...
"Pronto, já cá faltava a atoarda ao Cristianismo! Já estavas há muito tempo sem lhes dedicar um bitaite, não era?..."
Ehm... posso?
OK.
Bom, tenho de confessar, isto é algo que me deixa algo espantado, e que prova que Deus, afinal, não pensou bem no futuro quando entregou as tábuas de pedra ao Moisés. Um dos Mandamentos é "não cobiçarás a mulher do próximo". Até aqui, tudo bem. Mas... que quer isto dizer? Significa que as moças e mulheres de hoje em dia podem andar por aí a olhar para tudo o que mexe, que, quando chegar o Dia do Juízo Final, têm à mesma garantido o acesso ao Paraíso, desde que não infrinjam mais nenhum dos Mandamentos? Porquê? Lá porque (supostamente) vieram da costela do outro, significva que podem andar a mirar-nos de alto a baixo (no mínimo!), enquanto nós temos de andar atinadinhos e não olhar sequer para o lado, sob pena de nos cair um calhau em cima (novamente, estou a ser minimalista)?
E, ainda por cima, se elas calham a conseguir "enfeitiçar" algum homem e acabar na cama com ele, conseguem lixá-lo à mesma, porque o fazem violar aquele que diz que "não cometerás adultério"... ou por outra, a malta está sempre lixada! Só mesmo passando a vida a olhar para o céu... sim! É que tendo em conta que, hoje em dia, a pitalhada faz tudo para andar o mais à mostra possível, só mesmo assim para evitar ser arrastado para uma carga de trabalhos uma vez que que a malta vá fazer tijolo...
Era por isto que se batiam as feministas aqui há uma centena de anos, quando pediam igualdade de direitos? Pois... eu desde já digo que quero uma Bíblia mais justa para todos! Ou nos dão a libertação do 9º Mandamento, ou então aplicam-no a toda a gente, agora assim não!!
(o problema aqui é que não temos onde protestar para a revisão disto...)

Bons pecados,
NvH - Are U Readyyyyyyyyy?1




(um off-topic: ainda há bocado me mandaram mais um desses belíssimos .ppt's que, no final, dizia algo do género "Um Vencedor reencaminha esta mensagem para os amigos, um Derrotado lê-a e destrói-a". Que raio de lógica é essa?Quer dizer que, se soterrar a minha lista de endereços com ela sou um vencedor? E, pelo outro prisma, se a apagar como ela merece significa que sou um falhado sem objectivos na vida? E... se fossem cagar no mato, seus nerds?)



1-Ouvir isto às 7h da manhâ é a morte do artista... morram, suas criatuzarinhas disformes! Morram!!!
disfunção original de Rodolfo Dias às 09:08
 O que é?

27.05.07
Ontem desafiaram-me para ver os fogos de artifício que assinalam o início da contagem decrescente para o Rock In Rio 2008. E eu disse que sim sem hesitar.
Burrice.
Quando dei por mim, estava metido numa Almada entupida duma ponta à outra, onde os carros não se mexiam de maneira nenhuma, todos em direcção a sítios onde a malta pudesse espreitar o fogo de artifício.
Bom, chamem-me burro, mas... que raio de fenómeno é esse que faz as pessoas saírem de suas casas para irem ver coisas a rebentarem? Será que nós, seres humanos, temos prazer em ver projécteis a voarem para o ar e rebentarem numa miríade de cores? Por essa ordem de ideias, quando nos atirarem uma bomba nuclear nós vamos todos feitos parvos ver onde ela vai cair, para não perdermos o magnífico cogumelo que ela provoca, não? Não percebo... ainda por cima tendo em conta que o espectáculo de ontem teve direito a transmissão televisiva e radiofónica (!!!), para quê tanto jumento a enfiar-se por esa Almada dentro (e presumo que por Lisboa também... mas com a capital do império tenho eu pouco a ver... já estou quase como os Super Dragões) e entupir as vias nevrálgicas da cidade... por causa de umas coisinhas que fazem "pum" e rebentam em menos nada?
E... outra coisa. Normalmente, os epectáculos de pirotecnia acontecem quando há um evento mais ou menos importante. Os festejos do 25 de Abril, as passagens de ano, a vitória do campeonato do Benfas (mais não seja por a malta ter andado onze anos à míngua), a abertura da Festa do Avante (mas esses são um pouco à imagem do partido: fazem muito barulho mas nem são bonitos nem a malta vê nada)... agora pelo início da contagem para o Rock In Rio 2008? C'um caneco, a malta não tinha maneiras mais úteis para gastar meia dúzia de milhões de euros (podiam sempre apostar nuns óculos para o Mário Lino, ou uma operação às cataratas, queo dito senhor deve de as ter às toneladas...até parece a minha caspa)? Mas não, disseram eles, e decidiram estourar (literalmente!) com uma bela maquia porque, e acredito que os nossos manda-chuvas pensaram nisto, "os fogos de artifício dão alegria à população, até se esquecem dos impostos, e dos salários!" E vai daí, pirotecnia. E cascatas. E rosinhas.
Mas, vendo agora a coisa por outro prisma, tendo em conta o recente estatuto da Margem Sul (de dormitório da capital, foi "promovido" a deserto), será que o recente espalhafato na ponte foi só um ensaio para o que há-de acontecer daqui a uns meses, quando quiserem cortar a ligação com o dito "deserto" para impedirem a movimentação das areias para o norte?



Ah, já quase me esquecia! Se vi os fogos? Pois, nem por isso... fiquei entalado no meio de Almada Velha, e o melhor que consegui foi ver um clarão. Quem diria que o deserto tinha tantos prédios, hein?

Bons foguetes,
NvH - No deserto hoje choveu... será milagre?
disfunção original de Rodolfo Dias às 22:58
 O que é?

26.05.07
Aqui há uns quantos dias, o nosso caríssimo Ministro dos Transportes, Mário Lino, disse que, e cito, "fazer um aeroporto na margem sul seria um projecto megalómano e faraónico, porque, além das questões ambientais, não há gente, não há hospitais, não há escolas, não há hotéis, não há comércio, pelo que seria preciso levar para lá milhões de pessoas", fim de citação.
E eu concordo com ele.
Afinal de contas, as imagens por satélite não mentem!

Com um deserto assim tão grande, como seria possível um aeroporto crescer e florescer na Margem Sul? Que vá para a Ota, pois então!

Bons desertos,
NvH - Assim também gostava de ser ministro!
disfunção original de Rodolfo Dias às 12:14
 O que é?

22.05.07
Neste momento, não sou um gajo feliz (há quem saiba porquê... mas não vale a pena inundar-vos com os meus problemas pessoais), mas sou um gajo contente.
E porquê esta interessante (ou não...) dicotomia de estados?
Simples. Por causa disto:

StarCraft 2

Vocês nem imaginam os anos que há que eu tenho estado à espera disto! Exactamente a razão pela qual eu não troco de PC há mais de 8 anos (sim, o meu velhinho pIII 450MHz ainda vai dando para as curvas para jogar StarCraft e mais alguma coisa - já agora: ninguém me consegue arranjar um CD do StarCraft? É que o meu, depois de tantos anos de uso, riscou-se irremediavelmente)...
E já me vou preparando para arranjar um avião que me dê para jogar essa maravilha! Já comecei a passar fome e a poupar no dinheiro do almoço, já comecei a arrumar carros lá ao pé de casa, estou já preparado para pegar no meu instrumento e ir tocar p'rà Rua Augusta...
... mas eu hei-de conseguir ter dinheiro para um PC novo! Vocês verão!

(este post foi muito parvo? É que... a sério, eu tenho mesmo, mesmo muita vontade de jogar isto)

Bons peditórios,
NvH - Se eu me vender no eBay quanto renderei?
disfunção original de Rodolfo Dias às 10:06
 O que é?

21.05.07
- Porque é que hoje em dia, passar a vida bêbado é tão bem aceite pela juventude?

- Porque é que agora é fashion enfiar um arame nas imediações dos lábios?

- Porque é que o bin Laden não pega em mais um par de aviões e manda a ESTSetúbal para o pé do World Trade Center (de preferência, quando eu não lá estiver)?

- Porque é que eu só tenho ainda 85 posts em quase trinta meses de web-log?

- Porque é que os nerds passam a vida "fechados" na sala da internet desta linda faculdade?

- E quando é que metem camas aqui para eles, que assim já nem precisam de ir para casa?

- Porque será que este rato tem vida própria e se mexe sozinho?

- Porque será que o Amora conseguiu berrar mesmo no final do campeonato a subida à II Divisão B?

- E porque raio tinha de estar a chover hoje?

- E já agora... porque é que a Semana Académica tinha de ser esta semana?
disfunção original de Rodolfo Dias às 09:45
 O que é?

17.05.07
Ontem descobri uma pérola no Metro de ontem, e com mais alguma pesquisa consegui encontrar a notícia mais desenvolvida.
Pois é, aparentemente há quem queira este cantinho à beira-mar plantado, vá-se lá saber porquê... nós nem temos petróleo, nem minas de ouro, nem mada do género. Mas, tendo em conta a proveniência, nem há muito a dizer... Sinceramente! Programas infantis com sósias do rato Mickey anti-judeus  e propaganda pró-islamista a anunciarem que a Península Ibérica vai voltar a ser árabe? Eu acho que é credivel, bastante credível...
Dizem que nunca tivemos uma vida como a que tivemos quando os árabes nos tinham debaixo das suas regras... mas convém se calhar pensar que, se calhar, o mundo dessa altura era um bocadinho diferente do que ele é hoje... e se calhar, uma coisa que a malta hoje em dia aprecia muito é a liberdade de expressão! Lembram-se disto? Pois... eles vem para cá, e nada de falar mal de Maomé, ou da família dele, ou vem logo ameaças de morte, apedrejamentos, e tal...
Outra coisa que muda é a indumentária feminina. Ouviram isto, pitalhada? As vossas roupas mínimas e  justíssimas vão ser amontoadas e queimadas num monte, e vai ser obrigatório andarem tapadas da cabeça aos pés! Vocês passam a valer pouco mais que um camelo... e passam a ter de compartilhar o vosso marido com n companheiras.
A malta feminina agora vai pensar "pois, vem os muçulmanos e vocês passam a ter a melhor da vida"...
ERRADO!!
Acaba-se a pornografia, acaba-se o álcool, acaba-se o mirar as "babes" nas praias (e sei que me estou esquecendo de mais coisas).
A melhor das vidas, não é?
E nada como passar umas quantas horas de cú p'ró ar a rezar para Meca (a mim ninguém me convence que essa história da tolerância religiosa venha mesmo a acontecer... isso era no passado, quando havia líderes como Saladino... isso já são coisas do passado. E mesmo que não seja, vamos ter o privilégio (enquanto nos quiserem deixar - o que não acredito que seja muito tempo...) de ir à igreja e rezar uns Pai-Nossos... e vai ser mesmo a única coisa que nos vai diferenciar deles.
A sério: será que se uma bomba nuclear fosse, digamos, colocada por engano na Palestina e fosse acidentalmente despoletada... não seríamos todos muito mais felizes e contentes? Fanatismos? Não, obrigada!

Boas bombas,
NvH - Nunca deixem que vos mordam no pescoço!
disfunção original de Rodolfo Dias às 10:02
 O que é?

16.05.07
O Cinema Nina morreu.
Provavelmente isto a muitos de vocês não vos dirá muito, porque não fazem a menor ideia do que é, mas percebem que é um cinema. Pronto, é mais ou menos isso.
Só que se tratou do cinema onde assisti a inúmeros filmes na minha infância e adolescência, como o "Jurassic Park", o "Matrix", só para dar  dois exemplos.
Ir lá ao cinema uma daquelas tradições que eram giras, e seguiam mais ou menos o mesmo rumo: o pessoal reunia-se antes da sessão, ia comprar gomas a uma casa ao pé do centro comercial onde o cinema se situava (ou mesmo numa do centro, que também lá as havia), ia-se para o salão de jogos ao lado, ou jogar uns matraquilhos, ou um snooker, fazer tempo até à hora do filme, e depois ia-se para a sala (sim, não é como hoje, em que um cinema tem trinta mil salas). Um intervalo pelo meio, para a malta descansar os ossos, ir verter uma águinha... e assim se passavam belas noites (sim, geralmente e exceptuando alguns fins de semana, nós íamos à sessão da noite).
E depois apareceu o Almada Fórum.
E os espectadores foram diminuindo.
Até que eventalmente, o cinema começou a dar prejuízo...
... e, quando apareceu o RioSul, as sessões de cinema no Nina já eram uma distante memória.
Portanto, sim, o Nina tem estado encerrado há alguns anos.
Então... porquê este post agora? Nem é o aniversário da última sessão (que nem sei quando foi, até pode ser...), nem nada... porquê este texto todo?
É que há dias passei por lá. Já suspeitava mais ou menos que aquela zona estaria algo morta - apenas se ouviam os berros dos miúdos da escola primária lá ao pé, a mesma escola onde andei -, e não me suroreendi: a loja de gomas já não tinha vestígios da sua actividade, algumas das lojas do centro comercial estavam fechadas, outras vazias, mesmo...
... e o cinema estava em obras.
Aliás, nem só o cinema. A zona do cinema e do salão de jogos havia sido isolada por um mudo do restante centro, o que não indiciava coisa boa...
... e assim que vi o nome dos donos da obra, foi o prego que faltava no caixão.
Jeovás.
Não fixei o nome da igreja, mas não importa. Os Jeovás vão ocupar o Nina, transformá-lo numa das suas casas de oração.
E é assim que estamos... um dos ícones da minha juventude vai passar a ser um antro de milagres e orações... não podiam ter feito uma casa noutro sítio qualquer?
Depois da tentativa de compra do Coliseu do Porto pela IURD, nada como deixar a cultura na mão desta malta...

Boas películas,
NvH - Vendem-se nerds a 0,05€ o quilo... de estupidez.
disfunção original de Rodolfo Dias às 11:17
 O que é?

08.05.07
Ah... aí vem mais um dia 13! E tendo em conta que se trata do mês de Maio, sabem bem o que isto significa...
... sim, isso mesmo. Que no próximo domingo a televisão vai estar cheia de gente apertada e suadinha a ver a santa passar. Eu até tenho pena da Nossa Senhora, a fazerem-na desfilar pelo meio daquele pessoal a exalar um cheirinho pouco recomendável... e viva o ambientador!
...

OK, vamos deixarmo-nos de parvoíces.
Ontem, quando ia com a minha namorada (é tão bom dizer isto, n'é? Até enche a boca duma pessoa...) para o trabalho dela (longa história, mas não é nada do que vocês possam pensar), passámos por um grupinho de pessoas a pé, que ia com um estandarte pendurado num pau, obviamente com destino a esse centro nevrálgico da sociedade portuguesa que é Fátima. Realmente, eu confesso que tenho de admirar essas pessoas. A sério, não estou a ser sarcástico. Gostava de ter coragem de chegar ao emprego e dizer ao meu patrão: "Olhe, nos próximos dias não posso vir ao trabalho que vou a pé até Fátima". A mim parece-me uma boa maneira de me ausentar da faculdade com um motivo semi-válido (se bem que, normalmente, eu uso os não-válidos; desta vez era uma ligeira diferença), mas depois lembrei-me das pessoas.
Sim, pessoas.
Nuvens de pessoas.
Nunca imaginei eu que Portugal tinha tanta gente (OK, imaginava, mas vocês perceberam), mas é um facto que aquele sítio, por estas alturas, se torna insuportável para alguém como eu, que adora um bom momento de paz e sossego. Que não gosta que invadam o seu espaço pessoal (já tive uma experiência com muitas pessoas, e jurei para nunca mais, que julguei que morria)... e no meio daquele aperto máximo, quando a santa sair às ruas, só consigo encontrar semelhante naquelas peregrinações hindus ou muçulmanas, em que há sempre pessoal a lerpar por esmagamento.
Por isso, neste dia, quão mais longe da Cova da Iria, melhor para a minha saudínha.
Mas voltando às peregrinações.
Em conversa com a luz dos meus olhos (desculpem, mas não consigo parar) fiquei a saber que o pessoal normalmente não faz todo o caminho a pé, que há algumas partes do caminho que não dá, e também porque o pessoal não aguenta, e tal...
Vamos lá a ver uma coisa. Eu confesso que não percebo muito disso, mas... eu acho que isso destrói um pouco o objectivo da coisa, não? É suposto fazermos algo que nos custe, para aparecermos aos olhos de Deus como seres sofredores, e tal, e para mostrarmos que estamos a pagar as nossas dívidas... então, para quê fazer batota? Ele está a ver, e sabe quando não nos portamos bem! E se o caminho não for muito favorável... azarito! Atravessar o Tejo? A maltinha dos barcos está sempre de mãos abertas para os levar à outra margem (se bem que, no sítio onde os avistámos, nem precisavam de dar essa volta, podiam ir por Santarém - ou afins, que arrepiavam caminho)... ou, se quiserem sofrer um bocadinho mais, podem sempre ir a nado, meus caros! Agora, nada de batotices, sim? E se a malta não aguentar, porque tem dores nos pés... porque não pensarem em fazer umas massagenzitas, ou trazerem meio quilo de peúgos para calçarem e aguentarem os sapatos, e uma faca, já agora, para se livrarem dos calos?
Rezem, já agora, é para não aparecer nenhum puto maluco ou com os copos e que não comece a fazer como no GTA, ou no Carmageddon...

Boas caminhadas,
NvH - 38ºC e uma dor de garganta que não desaparece são do melhor!




(ou não...)
disfunção original de Rodolfo Dias às 09:27
 O que é?

Twitter button
Este web-log não adopta a real ponta de um chavelho. Basicamente, aqui não se lê nada de jeito. É circular, c...!
Twitter
enviar spam
Maio 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
18
19

20
23
24
25

28


vasculhar
 
Disfunções mais velhas que a sé de Braga
2017:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2016:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2015:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2014:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2013:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2012:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2009:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2008:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2007:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2006:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2005:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


Networked Blogs
origem
subscrever feeds
blogs SAPO