29.03.05
Maria.
TV7 Dias.
Nova Gente.
Caras. Lux.
Esqueci-me de alguma?
Bom, tenha ou não, creio que vocês já têm uma ideia sobre a que publicações me refiro. As famigeradas revistas que povoam salas de espera em consultórios médicos, dentistas e afins, as quais todos, homens e mulheres, "devoram" enquanto aguardam pela sua vez. Mas tudo tem um meio termo... se ainda houvessem duas ou três revistas, ainda se compreenderia, agora, duas ou três DÚZIAS?? E uma dúzia da mesma empresa? O quê? Umas contam o que as outras se esqueceram? Mas será que alguma revista "cor-de-rosa" deixa alguma coisa a dizer no que respeita a enxovalhar a vida dos famosos e pseudo-famosos desta linda e brilhante pocilga chamada Portugal?
A semana passada, passou-me um exemplar desses pelas mãos. Por sinal uma das mais antigas. E, para falar verdade, a única coisa que realmente me prendeu o olhar foi os anúncios de lingerie que apareciam, assim, de vez em quando. Será por eu ser homem, mas a quem é que interessa que a tia Cinha acuse uma motoqueira de mentirosa? Ou que um ex-D'Arrasar esteja PRESUMIVELMENTE (e realço o presumivelmente) apaixonado? Ou ainda que uma ex-Big Brother esteja anafada? Bem, também é verdade que, quem compra disto, já sabe o que vai encontrar. Já não falo dos famosíssimos e já debatidos "Diários Íntimos" (não vou entrar por aí. Já foram falados por muito lado, e, talvez um dia, eles também mereçam um post aqui), dos anúncios aos astrólogos africanos (também eles, de futuro, mereçam um comentário meu - e de repente começo a ficar com muito assunto pendente) ou mesmo das imprescindíveis receitas de culinária. Mas, ao chegar ao meio da revista, tive uma surpresa: uma FOTO-NOVELA! E eu que pensava que já não se faziam coisas dessas...
Em suma: por muito que seja contra esta imprensa sensacionalista e cor-de-rosa, que vive à custa do jet-set (?) e de boatos e intrigas, eu apenas digo: continuem sempre assim! É a garantia de que, por mais enterrados em merda que estejamos, teremos sempre algo com que gozar...

Boas coscuvilhices.

(desde já quero pedir desculpa pela decrescente qualidade dos textos. Ultimamente a minha criatividade não tem sido o que já foi, de tal modo que tinha algumas histórias para acabar - eu escrevo, nas minhas horas (muito) vagas, pelo que é bom eu ter uma valente insanidade mental - que já teriam teias de aranha em cima se estivessem em papel. Ultimamente a minha vida não tem andado fácil, e isso tem-me minado a minha criatividade. Se a coisa melhorar, vocês notarão. Pelo menos pelo (pouco) aumento da qualidade dos posts ;) )
disfunção original de Rodolfo Dias às 21:20
 O que é?

21.03.05
Quando me meti a escrever num web-log, era mais com o intuito de satirizar com certos e determinados aspectos da sociedade. Porém, as coisas não têm bem saído como eu esperava, pois a dita sociedade não anda para brincadeiras. E assim, acabo antes por expressar a minha revolta perante actos que me deixam envergonhado de ter nascido neste cantinho à beira-mar plantado.
Assim, foi sem alguma surpresa que vi a primeira notícia do Primeiro Jornal da SIC de ontem: mais dois polícias assassinados na Amadora. "Sem surpresa" porquê? Ora, para começar, ser polícia é uma profissão do mais ingrata que há. Se lhes acontece alguma coisa, eles é que têm de pagar do próprio bolso. Andam em carros do século passado, que andam mais devagar que um caracol tetraplégico, e ai deles se se descuidam a matar um pobre coitado dum bandido, que nada mais faz do que viver a sua vidinha! É quase bilhete adquirido para levarem um chuto no posterior e arriscarem uma estadia prolongada na penitenciária mais próxima.
Aliás, uma das coisas que a mim mais me faz comichão neste assunto (mais do que o facto de que a coisa que mais nos faz falta não é a modernização da polícia, é submarinos), é que todo o bandido é um santinho. Ainda me lembro, aqui há uns anitos, quando foi a história do tiroteio na Bela Vista, em Setúbal (como podia dar tantos outros exemplos, é só mudar o nome do local, que o resto é o mesmo), e a PSP calhou a matar um "santinho", caiu o Carmo e a Trindade sobre eles, apareceu a família, amigos, vizinhos, etc. e tal, a dizerem que o "menino" não fazia mal nenhum, era mais pacífico que um coelho, que os c... da PSP o tinham assassinado sem justificação, e por aí fora. Bem, eu ainda sou daqueles que acreditam que a polícia não desata por aí aos tiros por dá-cá-aquela-palha, portanto acho um bocado difícil engolir estas balelas. Quando "despacham" um mafiosozito destes, apenas me vem à mente uma coisa: "Menos um que anda cá a chatear... poriam era ter despachado o resto." Eu ainda acho é que, como todos os cães, eles têm uma sorte dos diabos. Uma sorte dos diabos de não termos uma polícia como a brasileira (atenção, eu não sou a favor de todos os actos efectuados por eles, como por exemplo chacinarem crianças sem rei nem roque; embora, na verdade, a realidade deles seja outra) que tem a brilhante política de "disparar primeiro, fazer perguntas depois". Se eles por cá andassem, sempre eram capazes de não ir p'rá TV arrotar postas de pescada: ia tudo a eito...

Para finalizar, não queria deixar passar outro assunto, até porque também está relacionado com os agentes da lei (arre, finalmente encontrei um sinónimo para "polícia"!): a mãe da Joana (para quem não sabe - ou não se lembra - , uma miudita que desapareceu há alguns meses, que mãe e padrasto dizem que mataram e que enterraram em sítio x, que depois é em y, e por aí fora) veio a público dizer que foi espancada pelos agentes, enquanto estes, é claro, disseram que ela se tentou suicidar, tendo sido prontamente impedida por um deles, mas que se desequilibrou e rebolou pelas escadas abaixo. Se bem que eu considere que a desculpa é uma valente merda, se estivesse no lugar dos polícias (argh!, lá foi outra vez) fazia exactamente a mesma coisa. É que não estamos aqui a brincar aos polícias e ladrões, com mil crocodilos! Estamos a falar duma menina da qual ninguém sabe o paradeiro, que até pode muito bem estar viva e a fazer companhia a tantos rapazes e raparigas desaparecidos. Portanto, acho perfeitamente lógico e natural que um deles se passasse e enfiasse umas valentes arrochadas na mulher. Talvez, se fosse permitida a tortura nos países civilizados, já se soubesse o que aconteceu realmente à menina...

Boas leis.
disfunção original de Rodolfo Dias às 11:10
 O que é?

14.03.05
Tenho que fazer um mea-culpa: ando algo afastado do mundo. Quer dizer... vou à faculdade todos os dias, compro o jornal desportivo às segundas, vejo as séries da FOX, mas de resto, não há cá Telejornais para ninguém. Portanto, acabo por não ter tanto material para criticar como gostaria. Ainda assim, saltou-me à vista uma notícia, quer no jornal, quer nos poucos momentos em que vejo televisão séria, sobre um certo padre que colocou um anúncio no Público a dizer que se recusa a dar comunhões a todos aqueles que "usem métodos contraceptivos, que recorram à procriação medicamente assistida ou que, simplesmente, estejam de acordo com a despenalização do aborto".
Ora, pegando no boi pelos cornos, eu acho isto uma autêntica idiotice pegada! Será que o facto da celibatariedade subiu à cabeça deste homem? Em primeiro lugar, em todo o mundo os infectados pelo HIV aumentam, e este padreco (e, por acaso, toda a Igreja) é contra métodos contraceptivos?! Que não podem ter um filho por inseminação artificial, mas, se uma mulher é violada por um bandido qualquer, tem de arcar com o peso (físico e moral... epah, eu não devia ter tentado fazer uma piada com isto) de ter estado no sítio errado, à hora errada?! Há certas alturas em que eu penso que a minha loucura é vasta, mas acho que comparada a este indivíduo, não sei... é que, ainda por cima, se calhar as páginas dum jornal são capazes de não ser o melhor sítio para fazer um anúncio deste calibre, por mais ridículo que seja. Ainda por cima as dos anúncios.
Mas ainda voltando ao tema da contracepção, há uma coisa que me tem andado fermentando na cabeça: afinal, porquê tantas questões à sua volta? Será que a Igreja acha que há pouca gente na Terra? Ou é uma maneira de repopularem o planeta indirectamente, como "pena" (?) de terem produzido belas mortandades como as Cruzadas ou a Igreja do Santo (???) Ofício, conhecida entre os comuns mortais como Inquisição...?
O que vale é que, no final de contas, em casa, mete tudo a camisinha ou toma o comprimidinho, e quando vão à missa, abanam com a cabeça a dizer "Sim, Jorge" (uma private joke) ao Sr. Abade, com uma auréola na cabeça e a dizer que "sexo, só quando a luz vai abaixo ou 'tamos com falta de mão-de-obra infantil (esta última foi muito forçada. Peço desculpa)!" Enfim, é como diz o outro (já agora: quem é 'o Outro'?): "Deus é que sabe!"

Boas comunhões.
disfunção original de Rodolfo Dias às 22:02
 O que é?

10.03.05
Pela primeira vez, começo um post sem saber qual o assunto. Eu sou assim: sentia uma necessidade (estúpida, já que estou criativamente morto) de juntar umas linhas a este web-log de qualidade duvidosa. Ainda por cima, tendo em conta que estou proibido de me tomar como assunto, a não ser que a coisa realmente mereça mênção aqui, os possíveis assuntos diminuem ainda mais... assim, apenas me resta ter de recorrer á minha táctica de emergência: o e-mail. E, olhando bem para o que tenho em "stock", acho que tenho aqui algo com qualidade o suficiente para ser visualizado por vós... se não tiverem já sido bombardeados com o dito mail, claro está...

Enfim...



Está aberta a campanha para a criação do Dia Internacional do Homem. Por é que só as mulheres foi dedicado um Dia Internacional? Nós, homens, merecemos mais reconhecimento do que elas!

Razões do postulante:

1 - Quem é obrigado a erguer os pés quando ela está a limpar a casa?
- O prestativo homem!

2 - Quem se veste como pinguim no dia do matrimónio?
- O humilde homem!

3 - Quem é que, apesar do cansaço e do stress, jamais poderá fingir um orgasmo?
- O sincero homem!

4 - Quem é obrigado a sustentar a amante esbanjadora?
- O abnegado homem!

5 - Quem se expõe a levar uma bronca só porque ficou a trabalhar até bem mais tarde, com aquela nova secretária boazona?
- O fiel homem!

6 - Quem, na hora do sexo, fica a maior parte do tempo com o rosto voltado para o colchão ao invés de desfrutar da maravilhosa decoração do tecto? Quem tem que aguentar os gritos e os gemidos nos ouvidos?
- O sacrificado homem!

7 - Quem se expõe a uma úlcera, devida ao stress, por chegar em casa e não encontrar a limpeza terminada, a comida quentinha, as crianças com o banho tomado e a roupinha trocada, os bichinhos de estimação limpos e bem alimentados, a roupa lavada e passada, a cozinha limpa e o jornal já posto sobre a mesa?
- O doce homem!

8 - Quem se abala e se mortifica cada vez que repreende ou espanca a esposa?
- O terno homem!

9 - Quem corre o risco de ser roubado ou morrer apunhalado à saída dos bares, cada vez que participa nessas maçantes reuniões nocturnas com os amigos, enquanto a mulher está bem segura na sua cama?
- O desprotegido homem!

10 - Quem é submetido ao trabalho desgastante de 40 horas semanais para poder pagar as contas de água e energia eléctrica, despesas geradas pela mulher que não faz outra coisa senão passar, limpar, usar o aspirador e lavar durante pelo menos umas 10 horas diárias?
- O sofrido homem!

11 - Quem é o encarregado de matar as baratas e os ratos da casa porque ela sente pavor?
- O valente homem!

12 - Quem segura a "cauda do rojão", quando chega em casa com marca de baton na camisa, e é obrigado a dar explicações que nunca são aceites? Por acaso ninguém pode ter um amigo que trabalhe como palhaço? Ou ter abraçado uma tia na rua, daquelas que se enchem de maquilhagem?
- O incompreendido homem!

13 - Quem é que tem de barbear-se todos os dias?
- O pobre homem (e ás vezes sogras tambem)!

14 - Quem é que jamais pede que lhe repitam uma pergunta, toma banho e se veste em menos de vinte minutos?
- O agil homem!

15 - Quem é que tem de segurar a vontade de chorar?
- O equilibrado homem (macho não chora...)!

16 - Quem é que tem de gastar consideráveis somas de dinheiro comprando presentes para o Dia das Mães, Da Esposa, Da Secretaria (não só para aquela nova boazona!), Da Amizade, Natal, Páscoa, Aniversário e outras festas inventadas para satisfazer a mulher?
- O dadivoso homem!

17 - Quem jamais conta uma mentira?
- O ético homem (sempre inocente, até prova em contrário)!

18 - Quem cede o nome para os recibos das despesas, para a lista telefónica e para a escritura da casa?
- O valoroso homem!

19 - Quem é obrigado a ver a mulher com os rolinhos nos cabelos e a cara cheia de cremes?
- O compreensivo homem!

20 - Quem lê isto ás escondidas para poder dar boas risadas, já que se for surpreendido corre o risco de ser agarrado pelo pescoço?
- O vigiado homem!



(sim, eu só recebo mails destes. E o mais interessante no meio disto tudo é que os remetentes são mulheres....)
disfunção original de Rodolfo Dias às 21:06
 O que é?

07.03.05
Andava algo enfadado por não ter nada sobre o que escrever neste cantinho (agora que, ainda por cima, se começa a colocar a ideia de mudar este web-log para outras instalações), mas foi preciso uma ida ao café e uma conversa animada com a malta para tudo mudar.
Há que assumir os factos. O que começou bem (ou menos mal, depende da vossa visão) descambou para algo absolutamente horripilante e medonho, ao ponto de relatar os eventos que ocorrem no meu subconsciente e que relacionam aquele acto que faz mover o mundo com... enfim, vocês adivinham (e se tiveram oportunidade de ler, antes da "maldita tesoura da censura" chegar, ainda adivinham melhor). Mas convenhamos, é degradante. Não basta eu já ter momentos de absoluta infelicidade (e a "malta" sabe bem do que estou eu a falar), ainda desato aqui a relatar o que cá faço e lá acontece nos meus sonhos, tendo em conta que tipo de sonhos são... Mesmo a sério, eu cá acho que ando a ver se consigo o raio do atestado de insanidade para ver se me trancam de vez no Júlio de Matos e não fazer a real ponta até ao fim dos dias.
Para quem ainda não tirou essa ideia, eu adoro fazer de mim palhaço. Fazer as mais tristes figuras de modos a, enfim, sei lá... cair nas boas graças de todo o mundo. Isso, para além de dar cabo duma possível boa imagem que eu pudesse, eventualmente, ter (nós somos o nosso pior inimigo, como ouvi aqui há tempos dizer), em termos de comportamento a coisa começa a tornar-se crónica, até ao ponto em que uma pessoa já não consegue parar de ajavardar. Sem álcool, sem substâncias dopantes, nem nada. Au naturel. E, se para animar aquela gente que está na mó de baixo, às vezes, até resulta (ou dizem que sim para dar um jeito), em termos duma relação mais íntima com outra pessoa funciona tão bem como a cruz para o Diabo.
E agora, porquê este parlapier todo, pecos-pecos, sofredor de palhacite aguda? Porque... bom, pegando no boi pelos cornos, porque senti que era chegada a altura de esmagar por completo os restos de credibilidade que me restava como ser humano. Embora, cada vez mais, sinta o ímpeto de me tornar padre, mesmo sendo um ateu titubeante. E começo-me seriamente a arrepender de ter começado a escrever aqui, , tendo em conta o rumo que as coisas tomaram...

Boas... boas... boas-qualquer-coisa.

(poderá muito bem ter sido a última entrada neste web-log. Ou ainda pode haver uma despedida a sério. Ou eu posso-me tentar curar pela décima vez e...
Hmm. Preciso duns antidepressivos eu também, na volta...)
disfunção original de Rodolfo Dias às 23:17
 O que é?

04.03.05
Morreu Rinus Michels. A muitos de vós, o nome não vos diz absolutamente nada, e é algo que compreendo perfeitamente, a não ser que conheçam algo sobre a história do futebol.
Eu admirei esse Marinus Michels. Para mim, foi um daquelas pessoas que deixou a sua obra falar por si. Jogador internacional pela Holanda, foi como treinador que se tornou globalmente conhecido. Era conhecido como o General, duro com os seus atletas, dono dum sentido de humor admirável e autor da frase: "o futebol é guerra". A par de Cruyff, foi um dos principais obreiros para a constituição da terrível equipa do Ajax dos anos 60-70. O seu segredo? Duas palavras: "futebol total". Ele foi o inventor dessa filosofia, uma espécie de 4x3x3 onde os jogadores trocavam de posições, pressionavam constantemente o adversário e os defesas participavam sempre nas jogadas de ataque. Esteve na génese da laranja mecânica, no Mundial de 74, onde apenas Beckembauer e a RFA conseguiram impedir os holandeses da consagração máxima. Em 1988, finalmente a justiça que este senhor merecia: novamente comandando a Holanda no Europeu, a Holanda de van Basten, Rijkaard, Koeman e Gullit, ergueu a Taça Henri Delaunay. Quatro anos depois, poria um ponto final na carreira de treinador. Em 1999, o justo reconhecimento pela sua obra: eleito o melhor treinador do século da FIFA. Desapareceu ontem, após uma operação ao coração. Tinha 77 anos. Uma daquelas pessoas que demonstrou que não é só dentro das quatro linhas que se resolvem jogos. Como diria o grande Unas, "respect, Rinus Michels!"
disfunção original de Rodolfo Dias às 23:39
 O que é?

01.03.05
Tendo em conta algumas circunstâncias, achei por melhor censurar este post. Não é uma coisa que eu goste muito de fazer, mas, se calhar, para o meu próprio bem...
disfunção original de Rodolfo Dias às 23:24
 O que é?

Twitter button
Este web-log não adopta a real ponta de um chavelho. Basicamente, aqui não se lê nada de jeito. É circular, c...!
Twitter
enviar spam
Março 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
15
16
17
18
19

20
22
23
24
25
26

27
28
30
31


vasculhar
 
Disfunções mais velhas que a sé de Braga
2017:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2016:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2015:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2014:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2013:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2012:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2009:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2008:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2007:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2006:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2005:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


Networked Blogs
origem
subscrever feeds
blogs SAPO